Um pouco de Shoujo

Blog de resenhas de animes shoujo, comédias, romances, entre outros gêneros. Além de abordar também filmes, mangas e doramas.

O castelo animado #Chá com blog - Versão Otaku

By 18:37 , , , , , , , ,



“O Castelo Animado” (2004) é uma adaptação do romance de fantasia da escritora britânica Diana Wynne Jones, tendo Hayao Miyazaki como roteirista e diretor. Aliás, essa tag do grupo do facebook acabou se tornando uma homenagem, já que Miyazaki anunciou sua aposentadoria recentemente. Agora o que será da minha vida sem seus filmes eu ainda não sei!

Antes de começar a falar do filme eu preciso fazer uma ressalva: eu ainda não li o livro, pois continua esgotado em todas as livrarias, por isso, não farei nenhuma comparação com o romance de Jones, mas eu tenho certeza que o livro deve ser magnífico e deve ter suas diferenças com o filme. No entanto, estarei aqui analisando a obra de Miyazaki unicamente.



Falando do filme, tudo começa com a chegada de um castelo muito estranho, na verdade nem se parece um castelo e sim uma bugiganga, na cidade de Sophie, uma moça bem simples que trabalha na chapelaria de seu falecido pai.

Com a chegada do castelo, que pertence a um poderoso feiticeiro, Howl, a cidade que já estava agitada por conta da guerra, fica eufórica. A única que não dá bola para isso é Sophie. Porém, ao caminhar pelas ruas, dois guardas tentam assediá-la e a protagonista é salva pelo temido feiticeiro. A partir disso, a vida da pobre Sophie muda completamente. Howl é perseguido por muita gente, todos os reis querem sua ajuda, uma feiticeira poderosa o quer como aliado e uma bruxa egoísta quer roubar seu coração. Por ciúmes e por pura maldade, a bruxa joga um feitiço logo no começo do filme em Sophie. Deste ponto em diante passamos a ver a bela protagonista transformada em uma senhora de idade bem avançada. Como se não bastasse a maldição, Sophie não pode contar a ninguém o que está acontecendo com ela.



Dessa forma, a protagonista abandona sua casa em busca de alguém que possa reverter o feitiço, caminhando pelas Terras Abandonadas e com a ajuda de um simpático espantalho, Sophie encontra o castelo animado de Howl. O castelo é movido por um simpático demônio do fogo, Calcifer, que tem uma relação profunda com o feiticeiro. Eles não vivem sozinhos, tem a companhia de um garotinho aprendiz, Markl. Sophie, apesar de ser uma senhorinha, mostra bastante energia, tornando-se faxineira do local e pouco a pouco se torna parte daquela pequena família maluca. A relação de Howl com ela é linda, pois Sophie continua sendo uma mulher incrível, apensar de sua aparência.

O enredo tem algumas reviravoltas na história, mostrando que nem todos que aparentemente são ruins são verdadeiramente os vilões. Aliás, se existe um vilão neste filme é a guerra! 

“O Castelo Animado” me parece um novo tipo de contos de fadas, mostrando redenção, perdão, a importância da liberdade e que ser velho pode ser apenas um detalhe. Lindo filme, com romance, fantasia e aventura, ótima fotografia; uma animação para adultos e crianças e não é em 3D! 

You Might Also Like

16 comentários

  1. engraçado faz alguns anos que eu assisti esse filme rsrs tava procurando o nome dele faz um tempão

    ResponderExcluir
  2. Transmissão de pensamentos! rsrsrsrs

    ResponderExcluir
  3. Ah, estou vadiando para escrever os posts esses dias.
    O livro eu peguei emprestado numa biblioteca na paulista, então foi bem traquilo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa Eiti, tá muito difícil achar esse livro pra comprar, vou acabar procurando nas bibliotecas tb!

      Excluir
  4. Esse filme é super kawaii, sendo um dos meus preferidos.
    A estória realmente é linda uma verdadeira lição de vida.
    E como vc citou acima, realmente achar o livro é quase impossível ( mas continuarei tentando ). Amo muito suas postagens!

    Te faço o convite para dá uma pequena olhada no blog em que trabalho:
    animeshoujoo.blogspot.com.br

    Espero que goste ..... bjinhos *-*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Mika-chan!!Que bom que gostou do blog e do post!!

      Seu blog é lindo! Já estou seguindo, inclusive!!

      Bjs

      Excluir
  5. Então... Eu li o livro, na verdade é uma trilogia:
    Castelo Animado
    Castelo no ar
    A casa dos muitos caminhos
    E, pode encontrar o livro muito fácil na martins fontes ou na saraiva e suas continuações.
    Não tem pouca diferença... TEM MUITA. A obra do Miyazaki é boa, mas confusa até, entretanto é meu filme preferido da Ghibli.
    Quanto ao que o filme e livro passam... Não vejo tanto isso da velhice, dá outra perspectiva com muita certeza, principalmente no livro. Mas... Um fato é que, os personagens são em sua maioria bem egoístas e são movidos a isso.
    Quanto a conto de fadas... É uma terra diferente, mas eu não consigo considerar ela isso. Porque conto de fadas e lembra princesas e príncipes se matando para resgatar elas, agora o castelo animado, isso não... É mágico, é assustador ao mesmo tempo, é... Quase como uma sociedade nossa só que... Mágica.
    Espero que consiga ler o livro, é maravilhoso (:
    Beijos :3

    warpday.blogspot

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lena, eu acho que é um conto de fadas diferente, sem príncipe e princesa!O aspecto da velhice é a impressão que me dá vendo o filme, como eu disse, ainda não consegui comprar o filme está esgotado nas livrarias! Mas não vou desistir kkkkkk

      Bjs

      Excluir
  6. eu tava procurando por este filme arigatoo ^.^

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Jura? Que bom Ana!!! Espero que goste!

      Excluir
  7. O Castelo Animado é realmente bom. Estou com o filme aqui e assim que possível o assistirei para participar da Tag.

    Acho, que se não me engando, é bem provável que tenha sido meu primeiro contato com alguma obra do Miyazaki, realmente não me lembro. O.o

    A história é simples e ao mesmo tempo enriquecedora!!

    Até mais

    ResponderExcluir
  8. Foi meu segundo Nat! O primeiro foi a viagem de chihiro!!!

    vou esperar seu post da Tag, quero muito ler!!!

    Bjs

    ResponderExcluir
  9. Eu tenho que assisti esse filme!!! Simples assim!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já te dei de presente! Não tem mais desculpa!

      Excluir
  10. Bem, o filme Castelo Animado foi o meu preferido do estúdio por um bom tempo. Mas depois que li o livro e assisti Nausicaa muita coisa mudou.
    O filme do Castelo é sim muito bem feito. Mas as incontáveis mudanças no enredo não tem como serem desconsideradas. Afinal, foi mudado quase TUDO.
    A graça na história do Castelo, na minha opinião é o jeito que a autora escreveu, os diálogos, as loucuras que acabam sendo muito criativas, e claro, além da história geral a personalidade dos personagens e o relacionamento deles.
    Tristemente, pelo menos para mim, no filme a personalidade deles foram modificadas, se é assim que posso dizer, o mais correto, seria algo como "perderam o brilho". Bem, por que digo isso? Li o livro 3 vezes, a assisti o filme incontáveis vezes. Não irei julgar com base nos outros dois livros que são a continuação, pois o filme foi baseado em cima do primeiro.
    No meu julgamento, Miyazaki transformou os personagens em típicos personagens Miyazaki, ou seja, os bonzinhos, que querem se superar, cheios das filosofias, que sempre encontram as respostas por conta do amor, não que isso seja ruim, longe disso, mas... No livro eles NÃO são assim. Howl virou um príncipe no filme, mas no livro ele é um tremendo de um galinha, infantil, mimado, grosso, metido, trata a Sophie bem mal. E a própria Sophie virou uma sonsa, no livro ela é uma encrenqueira de primeira, xereta, provocadora e principalmente uma folgada, de princesinha, donzelinha ela não tem NADA.
    Outra coisa que me deixou muito insatisfeita foi o relacionamento Howl e Sophie, eles não brigam no filme... No livro eles fazem isso o tempo TODO, para mim a graça do casal é essa "rixinha" que tem entre eles, de ficarem se provocando o tempo inteiro, como se fossem cão e gato, sempre comentários sarcásticos e atravessados. Isso é um charme!
    Fora os personagens que não foram colocados. Poxa Miyazaki, tu tirou a Martha e o romance fofo dela com o Michael. Não mostrou o passado da Sophie, suas irmãs e a madrasta.Tirou o Mago Suliman, a Bruxa das Terras Desoladas. Mudou o passado do Howl, não colocou a família dele. O pacto que a Sophie faz com o Calcifer ficou um pouco diferente, e o próprio Calcifer ficou TOTALMENTE diferente... E o encontro do Howl com a Sophie, gente, para tudo, isso realmente me revoltou, no filme ele aparece para salvar ela dos "garanhões" soldados que estavam a abordando, mas no livro, o garanhão que estava passando cantadinha na Sophie era ninguém menos que nosso mago galanteados Howl!
    É uma pena, tamanha mudança que nosso amado diretor/produtor fez na história. Creio que ele quis "amenizar", deixar para todos os públicos, passar uma mensagem positiva de amor e tal... Mas quem leu o livro não engole.
    Castelo Animado virou meu livro favorito, a autora era realmente unica, muita gente não sabe mas, ela foi professora da J.K. Rowling. Diana Wynne Jones foi uma escritora unica! Pena já ter falecido...
    Recomendo procurar o livro, ou em biblioteca, ou para comprar. Comprei o meu online, na Saraiva sempre tem. Ou até baixar, tem traduzido. Inclusive tenho em mãos e também tenho baixado. Vale muito a pena!
    Nossa acho (ACHO xD) que escrevi um pouquinho (jura?) demais, haha!

    ResponderExcluir
  11. Então Gabi, acho que o problema é justamente comprar o livro com o filme. Eu ainda não consegui comprar e nem alugar o livro. Está esgotado na Saraiva, na cultura e em outras que eu procurei. Eu adoro os personagens do Miyazaki e gostei bastante das características dos protagonistas do filme. Agora se o livro é bem diferente como vc apontou, só posso dizer que provavelmente não é uma boa adaptação, mas não necessariamente um filme ruim. De modo geral, poucos filmes conseguem contar um livro, por exemplo, os filmes do Harry Potter são ótimos, mas amenizam e muito os fatos do livros. Isso sempre acontece, mesmo porque um filme nunca vai conseguir mostrar a riqueza dos detalhes de um livro e como são dirigidos por pessoas que não escreveram os livros, cada diretor coloca a sua marca e seu modo de ver as coisas, não foi diferente com o Miyazaki!

    Muito obrigada pelo seu comentário, inclusive foi bastante explicativo!

    Bjs

    ResponderExcluir